Museu – Irmandade da Santa Cruz dos Militares

Museu

A Irmandade da Santa Cruz dos Militares possui um riquíssimo patrimônio cultural. Durante toda a sua história acumulou bens culturais diversificados, que formam o seu acervo patrimonial. Certamente, o de maior visibilidade é a sua Igreja. O templo sagrado, construído no último quartel do século XVIII, tornou-se um belo exemplo da arquitetura Setecentista, no centro da cidade do Rio de Janeiro.

As edificações religiosas possuíam enorme importância nos períodos colonial e imperial. As construções tinham projetos sofisticados com o predomínio do barroco e do rococó. O capricho nas obras demonstra a preocupação com esse espaço, onde ocorriam as celebrações dos sacramentos cristãos, os rituais fúnebres, a busca pelo conforto espiritual e as ações de caridade. As igrejas eram prolongamentos da casa, representavam muito bem a aproximação existente entre o espaço sagrado e a vida privada dos habitantes da cidade.

Neste sentido, as Igrejas são bens culturais carregados de simbolismos, representações de práticas e costumes da sociedade que formam este precioso patrimônio arquitetônico nacional. A Igreja da Santa Cruz dos Militares faz parte deste conjunto e, por esta razão, foi tombada pelo então Serviço do Patrimônio Artístico Nacional, atual Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), no ano de 1938.

O acervo museológico da ISCM é composto ainda por bens culturais móveis de Arte Sacra e integrados. São insígnias, instrumentos musicais e objetos de culto e de devoção pessoal que formam um conjunto de bens culturais que circularam na vida social dos Irmãos que fizeram parte desta Irmandade. Em certa medida, são objetos que simbolizam práticas centenárias de fiéis, religiosos e, sobretudo, militares, que constroem a história desta associação.

A torre da Igreja, localizada na parte de trás do templo.  Foto Malu Maia.

Condecorações representadas na ornamentação da Igreja: Ordem do Cruzeiro, Ordem de d. Pedro I e Ordem da Rosa. Foto Bruno Freitas.

Fachada frontal da Igreja. C. 1910. Acervo ISCM.

Interior da Igreja da Santa Cruz dos Militares. Foto Jaime Acioli.

Detalhe do revestimento da nave central da Igreja da Santa Cruz dos Militares. Foto Malu Maia.

Detalhe do púlpito – interior da Igreja da Santa Cruz dos Militares. Foto Jaime Acioli.

Sino da torre da Igreja da Santa Cruz dos Militares, doação feita em 1877. Foto Malu Maia.

Capa de Asperge com bordados representando o símbolo da Irmandade. Acervo ISCM. Foto Jaime Acioli.

Estampa do retábulo de São Pedro Gonçalves. Acervo ISCM. Foto Jaime Acioli.

Escultura da Imagem de Nossa Senhora da Conceição. Acervo ISCM. Foto Jaime Acioli.

Custódia. Acervo ISCM. Foto Jaime Acioli.

Tocheiro, atribuído ao Mestre Valentim. Acervo ISCM. Foto Jaime Acioli.

Oratório. Acervo ISCM. Foto Jaime Acioli.

Estandarte da Devoção de Nossa Senhora das Dores e São Pedro Gonçalves. Acervo ISCM. Foto Jaime Acioli.

Medalha do Pacificador conferida à ISCM em 25 de junho de 1957. Acervo ISCM. Foto Jaime Acioli.

A Igreja está aberta à visitação pelo público em geral, de segunda a quinta-feira, das 9h às 16h e sexta-feira das 9h às 13h.

 A Sala de Exposições está temporariamente fechada.

Telefones: 2506-7600 (R. 206 e 207) ou 2506-7605
E-mail: gestao.cultural@iscm.org.br